Isaías 55

1 “Venham, todos vocês
Que estão com sede,
Venham às águas;
E vocês que não possuem
Dinheiro algum,
Venham, comprem e comam!
Venham, comprem vinho
E leite sem dinheiro e sem custo.

2 Por que gastar dinheiro
Naquilo que não é pão,
E o seu trabalho árduo
Naquilo que não satisfaz?
Escutem, escutem-me,
E comam o que é bom,
E a alma de vocês se deliciará
Com a mais fina refeição.

3 Deem-me ouvidos e venham a mim;
Ouçam-me, para que sua alma viva.
Farei uma aliança eterna com vocês,
Minha fidelidade prometida a Davi.

4 Vejam, eu o fiz
Uma testemunha aos povos,
Um líder e governante dos povos.

5 Com certeza você convocará nações
Que você não conhece,
E nações que não o conhecem
Se apressarão até você,
Por causa do Senhor, o seu Deus,
O Santo de Israel,
Pois ele concedeu a você esplendor.”

6 Busquem o Senhor
Enquanto é possível achá-lo;
Clamem por ele enquanto está perto.

7 Que o ímpio abandone o seu caminho;
E o homem mau, os seus pensamentos.
Volte-se ele para o Senhor, Que terá misericórdia dele;
Volte-se para o nosso Deus,
Pois ele dá de bom grado o seu perdão.

8 “Pois os meus pensamentos
Não são os pensamentos de vocês,
Nem os seus caminhos
São os meus caminhos”,
Declara o ­Senhor.

9 “Assim como os céus são mais altos
Do que a terra,
Também os meus caminhos
São mais altos do que os seus caminhos;
E os meus pensamentos,
Mais altos do que os seus pensamentos.

10 Assim como a chuva e a neve
Descem dos céus
E não voltam para eles sem regarem a terra
E fazerem-na brotar e florescer,
Para ela produzir semente
Para o semeador
E pão para o que come,

11 Assim também ocorre com a palavra
Que sai da minha boca:
Ela não voltará para mim vazia,
Mas fará o que desejo
E atingirá o propósito para o qual a envi­ei.

12 Vocês sairão em júbilo
E serão conduzidos em paz;
Os montes e colinas irromperão
Em canto diante de vocês,
E todas as árvores do campo
Baterão palmas.

13 No lugar do espinheiro
Crescerá o pinheiro,
E em vez de roseiras bravas
Crescerá a murta.
Isso resultará em renome para o Senhor, Para sinal eterno,
Que não será destruído.”